Iemanjá – A Rainha das Águas e dos Mares

Tempo de leitura: 6 minutos

Iemanjá Iemanjá, é um orixá de origem africana, muito cultuado na Umbanda, seu nome vem da expressão Iorubá “Yèyé omo ejá” que significa “Mãe cujos filhos são peixes”, sua data comemorativa é em 31 de dezembro e 02 de fevereiro.

Iemanjá pode ser conhecida pelo nome de Dona Janaína, ao que tudo indica esse nome tem origem no iorubá, significando: “mãe que honra”

Orixá muito respeitada na Umbanda e em todos os meios, ela é tida como mãe de quase todos os Orixás por isso a ela também pertence a característica da fecundidade. É também a protetora de todos os pescadores e jangadeiros.

Iemanjá é a deusa da nação de Egbé, comumente representada por águas e mares, essa nação que a cultua fica justamente onde existe o rio Yemojá (Yemanjá). Já no Brasil, é conhecida na Umbanda como a rainha das águas e mares também.

Iemanjá é a força das águas e força da natureza que tem um papel muito importante em nós, pois ela que rege nossas casas, nossas vidas. É ela que dá todo sentido da família às pessoas que vivem juntas.

Iemanjá rege as uniões, as festas de casamento, todas as comemorações familiares, os grupos de Umbanda e Candomblé.

O sentido de amor ao seu ente querido, é Iemanjá que gera, ela que vai dar sentido e personalidade aos grupos unidos como uma família.

Ela possui diversos epítetos: senhora do oceano, sereia sagrada, majestade dos mares, é a rainha das águas salgadas, regente de lares e Deusa das Pérolas.

Características dos filhos de Iemanjá

Como IeIemanjá das águasmanjá representa a Criação, suas filhas normalmente possuem características maternais. Conseguem transmitir a todos a bondade, confiança, grande conselheira. É a verdadeira mãe.

Está sempre de braços abertos acolhendo todos aqueles que a procuram. A porta de sua casa e de seu coração está sempre aberta á todos. É a mulher amorosa que sempre junta o filho de outros como se fossem seus.

Aos filhos de Umbanda que possui Iemanjá como orixá regente, carregam o mesmo temperamento: é o protetor. Quer cuidar de todos e com muito amor.Na maioria das vezes é calmo e tranqüilo, exceto quando sente-se ameaçado por outros. Possuem bom gosto e são sempre discretos. É franco e não gosta de mentiras.

Os Filhos de Iemanjá podem ficar bravos quando são ofendidos e os que possuem o ajuntó, orixá Ogum, podem tornar-se extremamente agressivos e radicais.

Quando o ajuntó é Oxóssi, é uma pessoa calma, tranqüila, e sempre com muita tolerância. talvez um dos maiores defeitos dos filhos de Iemanjá é o ciúme. São extremamente ciumento com tudo que é seu, como também das coisas que estão sob sua guarda.

Não esquecem uma traição, nem ofensas, então essa mágoa nunca é esquecida. O filho de Iemanjá pode se tornar rancoroso, remoendo coisas antigas por anos e anos sem esquecê-las. Eles são capazes de fazer chantagens emocionais, mas nunca passam dos limites. A força e a determinação fazem parte de sua natureza, assim como o sentido da amizade e da união.

Apesar do gosto por coisas luxuosas, não são pessoas ambiciosas nem obcecadas por suas ações, sempre focados no dia a dia, sem grandes planos para atividades a longo prazo.

São pessoas que geralmente não gostam de morar sozinhas, sentem falta das pessoas ao seu redor, costumam casar ou namorar sério desde cedo.

Todos essas características dos filhos de iemanjá, nos revela alguém com dificuldades em mudanças, apreciadoras do cotidiano. Ao mesmo tempo, indicam pessoas doce, carinhoso, sentimentalmente envolvente e carinhoso. Mas nem tudo são qualidades em Iemanjá.

Pontos de Iemanjá

Sonhei que estava na beira da praia
Olhando as ondas do mar
No céu, tinha muitas estrelas
A lua estava a brilhar, perdido no mundo
eu estava, sem ter aonde ficar
De repente uma voz me falou baixinho:
Tenha fé em Oxalá ( bis)
era ela, nas ondas do mar
Que coisa mais linda
Mamãe Iemanjá
Era ela nas ondas do mar
Estendendo suas mãos
Para me abençoar.
Eu sonhei.
Esse é um dos Pontos de Umbanda mais cantados da nossa querida Iemanjá.Na umbanda temos outros pontos cantados para a Rainha das águas, inclusive alguns na festa em que comemoramos as famosas 7 ondas de Iemanjá.

Culto a Iemanjá

  • Dia da semana: sábado
  • Fio de conta: cristal branco e transparente
  • Flores: rosas brancas, orquídeas, angélicas.
  • Ponto de domínio na natureza: águas (mar)
  • Pedras: pérolas, água marinha
  • Metal: prata
  • Ervas : trevo, pata de vaca, erva quaresma, folhas de lágrima de nossa senhora, e chapéu de couro
  • Animais: peixes, galinha branca e cabra branca.
  • Incompatibilidades: sapo, poeira.

Oração a Iemanjá:

Orixa IemanjáDoce, meiga e querida Mãe Iemanjá.
Vós que permitisses que em teu seio se formassem primitivas formas de vida,
Que foram o berço de toda criação,
De toda a natureza e de toda a humanidade.
Aceitai nossas preces de reconhecimento e amor.
Que lampejos que emanam de vosso diáfano manto de estrelas venham,
Como sus benéficas vibrações espirituais,
Para aliviar todos os males, apaziguar os nossos irmãos revoltados, consolar os corações aflitos, curar aos doentes.
Que flores e oferendas que depositamos em vosso tapete sagrado sejam aceitos por vós
Quando entrarmos em suas águas para vos ofertá-las sejam ondas do mar portadoras de vossos fluídos divinos.
Fazei, Rainha das Águas, com que a espuma das ondas,
Em sua alvura imaculada,
Traga-nos a presença do querido Oxalá.
Limpe nossos corações de maldades e malquerenças.
Que nossos corpos, tocados por vossas águas sagradas,
Libertem-se nessas ondas,
De todos os males materiais e também espirituais.
Que a primeira onda a nos tocar afaste de nossas mentes todos os eventuais desejos de vingança;
Que a segunda lave os nossos corações e nosso espírito,
E que não nos atinham as infâmias e malquerenças de nossos desafetos;
Que a terceira onda leve a vaidade de nossos corações;
Que a quarta lave nosso corpo dos males e doenças físicas
E que, sadios, possamos prosseguir em nossa jornada;
Que  quinta onda remova de nossa mente a ganância e a cobiça;
Que a sexta onda venha carregada de flores Tuas
E que o nosso maior desejo seja apenas de cultivar o  teu amor fraternal Que deve existir entre todos;
E que ao passar a sétima onda, Nós, puros e limpos de mente e alma, possamos ver, Ainda que por alguns segundos,
O esplendor de vossa radiosa imagem.
É o que humildemente vos suplicam esse seus filhos de Umbanda.

Comentários

Comentários