Orixás – O que é um Orixá e Quais são suas Linhas ?

Tempo de leitura: 6 minutos

Todos OrixásOrixás são Divindades, foram criadas por um único Deus: Zamby (Linha Bantu) ou Olorun (Linha Nagô).Muitos costumam confundi-los com Deuses, mas para nós há apenas um único Deus.

Na Umbanda, os Orixás são cultuados como divindades de um plano astral superior, chamada de Aruanda, que na Terra eles representam às forças da natureza (muitos confundem força da natureza com o próprio Orixá):

Os Orixás

  • Oxalá:  Pai Maior, o senhor da vida.
  • Exu: o mensageiro, o intermediário entre os Orixás e os seres humanos;
  • Oxum:  representa as águas doces;
  • Iemanjá:  Rainhas das Águas e Mares;
  • Iansã:  Senhora das chuvas fortes, dos ventos e relâmpagos;
  • Xangô: a força do trovão e o fogo provocado pelos relâmpagos quando (há um mito que diz: “sem Iansã, Xangô não faz fogo.. “) chegam á Terra;
  • Oxossí: Orixá caçador, senhor da fartura, senhor da caça;
  • Ogum: Rei dos caminhos; o desbravador de caminhos; senhor do ferro;
  • Ossâe: o Orixá das folhas e, sem folhas, nada é possível na Umbada ou no Candomblé; o dono, preservador, das matas e florestas, das folhas medicinais, das ervas de culto;
  • Obá: a guerreira, a força feminina da liberdade;
  • Nanã: senhora do lodo,águas lodosas, da junção entre o rio e o mar, fonte de vida, e também senhora da morte;
  • Obaluayê: O Senhor da Terra; o Orixá que rege as doenças, Rei dos mortos (existe um mito em que diz: Obaluayê foi o único Orixá que dominou a morte, Iku); é aquele que cura as doenças, mas também aquele que dá a doença.
  • Oxumaré: É um ponto de ligação entre o Aye (a Terra) e o Orun (o Céu); pode representar a fartura e o bem estar. Conhecido também como Orixá arco-iris.

Orixás e as Manifestações Mediúnicas

Os orixás estão associados a um tipo de personalidade e um comportamento diante do mundo e seus filhos também, os quais, são seus protegidos e uma parte das emanações do próprio Orixá, presentes no Orí (Cabeça) desses filhos.

No entanto, não se incorporam na Umbanda. O que se vê dentro de vários terreiros, centros de Umbanda, tendas etc, são os chamados Falangeiros dos Orixás; ou seja, são Espíritos que trabalham naquela linha especifica.

Falangeiros são aqueles que representam os Orixás, e, em alguns casos, representam a essência dos próprios Orixás manifestada nos médiuns, pois são a emanação dos Orixás. Sendo desse modo, eles podem incorporar nos médiuns, e mostram sua força e presença em nome de um determinado Orixá. Porém, são frágeis e exigem muito dos médiuns, não podendo permanecer por muito tempo.

Existem vezes em que os médiuns não colocam a palavra do caboclo na frente do nome do Capangueiro, e acaba saindo Ogum Iara, Ogum Sete Espadas, em vez de Caboclo Ogum Iara, Caboclo Ogum Sete Espadas … Isso pode confundir as pessoas e elas acabam achando que estão trabalhando com um Orixá, que o Orixá dá consultas, etc. Porém, o que está se manifestando alí, são os guias ou capangueiros.

Como diferenciar Falangeiros dos Orixás e os Guias Capangueiros dos Orixás?

Muito simples. Os Falangeiros dos Orixás não falam, não dão consultas, e estão vinculados à casas de corrente Africana. Trabalham na harmonização do terreiro, afastando emanações fluídicas e no equlibrio e desenvolvimento dos médiuns. Já os Guias Capangueiros dos Orixás dão consultas e falam, eles interagem com os assistidos.

Todos os guias (Pretos-velhos, Caboclos, Exus, Marinheiros, Baianos, Pombogiras, Crianças, etc.) trabalham em nome de um Orixá e também podem ser considerados como “Capangueiros”. A diferença entre os Falangeiros e os Guias Capangueiros é que não carregam em seus nomes o nome do Orixá.

Mito dos Orixás

Dentro da Umbanda há um mito em que os Orixás viveram uma encarnação na Terra, na qual eles teriam entrado em contato direto com os seres humanos, eles passaram ensinamentos e se mostraram em forma humana.

Isso aconteceu há muito tempo atrás, quando o ser humano ainda necessitava da presença física deles, pois o ser humano ainda estava em um estágio muito primitivo, tanto espiritualmente quanto materialmente.

Após passarem seus ensinamento eles retornaram ao plano superior, retornaram à Aruanda, mas deixaram sua Essência e representatividade nas forças da natureza.

Sincretismo e os Orixás

Existem correntes na Umbanda que denominadas de sincréticas que fazem associações entre Oxalá e Jesus Cristo,  Santa Bárbara e Iansã, Santo Antônio e Exu,  São Jorge e Ogum,etc. Vale ressaltar que eles não são orixás, são apenas um símbolo, uma referência material e a apropriação da data de comemoração do Santo para cultuar o Orixá. Então podemos compreender, que não se incorpora São Jorge em terreiros, não se incorpora Santa Bárbara, mas sim, o Orixá, que é simbolizado com a imagem do Santo.

Existem terreiros de Umbanda que fazem essa associação sincrética, que acabou virando uma verdadeira transmutação religiosa. Esses terreiros de Umbanda creem que Oxalá é Jesus e se utilizam de uma forma doutrinária voltada ao Cristianismo. Outros utilizam até a Bíblia e, outros, o Evangelho Segundo o Espiritismo em sua doutrina e estudos. Dessa maneira acabou surgindo diversas correntes que se denominam como “Umbanda Cristã” ou “Umbandista Cristã”.

Linhas da Umbanda

A Umbanda é dividida em diversas linhas, cada uma delas com um chefe, ou seja, um Orixá que a comanda. E cada uma dessas é dividida em falanges:

Linha de Oxalá

Oxalá velho

Orixás componentes: Todos os Orixás
Falangeiros ou falange subordinada = Guias Falangeiros de Oxalá, guias mais comuns: Pretos-Velhos, Caboclos e Crianças.

 

 

Linha de Iemanjá

Orixás componentes: Oxum, Oxumaré, Nanã e Obá.
Falangeiros ou falange subordinada = Marinheiros, Sereias, Caboclos de Iemanjá, Falangeiros de Iemanjá Ondinas,Guias Falangeiros de Iemanjá.

 

 

Linha de Xangô

Orixá Ogum

Orixás componentes: Iansã
Falangeiros ou falange subordinada = Falangeiros de Xangô, Caboclos de Xangô, Guias Falangeiros do Orixá Xang, falange do Oriente.Guias mais comuns: Caboclos e Baianos.

 

 

Linha de Ogum

Orixá Ogum

Orixás componentes: Nenhum

Falangeiros ou falange subordinada = Falangeiros de Ogum, Guias Falangeiros de Ogum, Falangeiros em geral.

 

 

 

Linha de Oxóssi

Orixá Oxossí

Orixás componentes: Nenhum
Falangeiros ou falange subordinada = Falangeiros de Oxossí, Guias Falangeiros de Oxossí, Falangeiros em geral, guias mais comuns: Caboclos, Boiadeiros e Baianos.

 

 

Linha de Preto-Velhos

Preto-Velho

Orixás componentes: Interagem com a Linha de Omulu.
Falangeiros ou falange subordinada = Pretos-velhos.

 

 

Linha de Omulu

Orixá Omulu

Orixás Componentes: Obaluayê
Falangeiros ou falange subordinada = Pretos-velhos e Caboclos, Curadores, Exus e Pombogiras.

 

 

 

 

Guias de Umbanda

As Falanges são formadas por grupos de características iguais chamados Guias, assim temos os seguintes grupamentos dentro da Umbanda:

  • Pretos-velhos
  • Caboclos
  • Crianças
  • Exus
  • Baianos
  • Ciganos
  • Orientais
  • Mineiros
  • Boiadeiros
  • Marinheiros

Comentários

Comentários